Assim pensava Kolping

“Não somos amigos apenas nos momentos de lazer e de alegria mos também nos momentos sérios da vida.”

Pe. Adolf Kolping

“Não podemos fazer uma pessoa correr se ela ainda não consegue caminhar.”

Pe. Adolf Kolping

“O que as pessoas falam? Deixe-as falar o que quiserem. Estou saturado dos falsos elogios e quando me condenam sem merecimento também não pergunto nada.”

Pe. Adolf Kolping

“Sem autoridade não existe harmonia nem no governo nem na família. A autoridade, porém, se conquista com amor.”

Pe. Adolf Kolping

“O homem, enquanto produz pouco, procura soluções no discurso e quanto mais fala, menos consegue realizar.”

Pe. Adolf Kolping

“Cada um faça o que é melhor ao seu redor. Então, em bre­ve, o mundo terá um aspecto mais positivo.”

Pe. Adolf Kolping

“A convicção determina e dá sentido à ação.”

Pe. Adolf Kolping

“Reflita sobre o que Deus, por certo, pretende de você e comprometa-se com todas as forças em cumprir a sua santa vontade. Esta é a tarefa mais imediata e importante na vida do cristão…”

Pe. Adolf Kolping

“Todos nós somos habilidosos em dar desculpas.”

Pe. Adolf Kolping

“O coração humano quando se põe contra alguma coisa já não é mais capaz de valorizá-la devidamente.”

Pe. Adolf Kolping

“Se tivermos coragem e confiança em Deus, com certeza, não ficaremos desonrados. Como seria desastroso se nossa esperança repousasse nos homens.”

Pe. Adolf Kolping

“Geralmente a verdadeira felicidade começa a partir de uma infelicidade qualquer.”

Pe. Adolf Kolping

Quem aceita o rebanho deve conduzi-lo ao pasto com disposição ou sem ela.

Pe. Adolf Kolping

“Quem tem medo das coisas importantes não merece tomá-las a seu encargo.”

Pe. Adolf Kolping

“Como gostaria de estar perto de vocês para dar apoio e conforto… mos, mesmo à distância, participo fervorosa e intensamente de tudo o que ,diz respeito a vocês.”

Pe. Adolf Kolping

“Deus mostra um compadecimento ilimitado com o homem errante. Não devemos esquecer esta compaixão divina e, se o próprio Deus nos deu esta norma, não devemos seguir outra.”

Pe. Adolf Kolping
1 2